Centro de Modulação Atlética

(12) 3923.9383

Abdominoplastia

A abdominoplastia é projetada para firmar e alisar o abdômen. Este procedimento cirúrgico, também conhecido como dermolipectomia, remove o excesso de pele e gordura do abdômen, reposicionando seus músculos abdominais em uma formação mais apertada. Este procedimento é útil para remediar a separação vertical dos músculos do abdômen conhecidos como diastase, que pode ocorrer após a gravidez.

A abdominoplastia pode ajudar a conseguir um contorno abdominal que é mais proporcional com o seu tipo de corpo e peso. Este procedimento não é para a correção de estrias, no entanto elas podem ser melhoradas se estiverem localizadas em áreas de pele que serão removidas durante a cirurgia.

Esta cirurgia é realizada  sob anestesia geral. Na abdominoplastia, uma incisão é feita geralmente em toda a região pubiana e em torno de seu umbigo. A forma e comprimento da incisão vai ser determinada pela quantidade de excesso de pele. Uma vez que a pele abdominal é levantada, os músculos abdominais enfraquecidos subjacentes são reparados.

Cada abdominoplastia é única, com tempo de recuperação diferente. O tempo varia de acordo com a quantidade de dissecação, a necessidade de apertar os músculos e em que grau irá influenciar a sua dor no pós-operatório, sensação de aperto, e tempo de recuperação.

No entanto, a maioria dos pacientes deve ser capaz de retomar a maioria das atividades após 4 a 6 semanas e deve ser capaz de ficar ereto dentro de poucos dias. Uma pontada de dor ocasional não é incomum, mesmo depois de alguns meses. Esta dor geralmente não deve ser grave ou incapacitante, mas sempre avaliada pelo médico.

Hidrolipo

hidrolipoaspiração, também conhecida como hidrolipo, é uma técnica de lipoaspiração que possui basicamente as mesmas finalidades, porém é menos dolorida e o pós-operatório é bem mais simples e rápido.

Isto porque durante o procedimento é aplicado uma espécie de mistura de soro fisiológico e de anestésico nas células de gordura que serão atacadas. Estas incham e acabam se rompendo devido a vibrações produzidas por um aparelho de vibrolipoaspiração. A gordura, então mais liquefeita, pode ser sugada através de pequenas cânulas para fora do corpo humano.

Podendo ser realizada tanto em homens quanto em mulheres, a hidrolipo vem sendo bastante procurada. Apesar destas vantagens a técnica somente pode ser aplicada em regiões com acúmulo baixo de gordura.

Uma verdadeira remodelação do corpo pode ser feita com a hidrolipo, já que é indicada principalmente para aquelas áreas que possuem gordurinhas mínimas que teimam em não ir embora. Para áreas com acúmulo maior de gordura a lipoaspiração ainda é o método mais indicado.

A cirurgia pode ser realizada com anestesia geral ou local. Todo o procedimento leva em torno de uma hora. O tempo de recuperação varia de acordo com o organismo e de acordo com os locais a serem tratados.

Miniabdominoplastia

A miniabdominoplastia é uma versão da abdominoplastia, mas que é feita apenas retirando o excesso de pele na região supra púbica (ou seja, na parte inferior do ventre), podendo ser feita a costura dos músculos reto abdominais na parte abaixo do umbigo.

Isso resulta em uma cicatriz bem menor que nos casos de abdominoplastia clássica.

É um procedimento frequentemente associado à lipoaspiração.

Em geral a miniabdominoplastia é feita em pacientes que estão dentro do peso ideal ou muito próximos a ele e que tenha apenas flacidez abdominal localizada logo abaixo do umbigo, além de casos de afastamento dos músculos reto abdominais apenas nessa região.

Ou seja, ela é justamente feita em pacientes que não conseguem passar pela abdominoplastia tradicional, já que não há flacidez suficiente para levar a pele acima do umbigo até o púbis.

A cirurgia começa com uma incisão na porção inferior do abdômen, na região da dobra da prega abdominal junto ao pubis e a pele é retirada ou tracionada até a região central, para vislumbrar a porção de pele e gordura que será ressecada.

Pode-se então “costurar” a musculatura reto abdominal, caso seja necessário. Após a ressecção desse fuso de pele (dermolipectomia abdominal) procede-se o fechamento por planos do ferimento e posteriormente coloca-se o curativo.

Em casos selecionados, através da mesma cicatriz reduzida podemos tratar essa musculatura também na região acima do umbigo.

O procedimento é feito com anestesia, e pode ser utilizada tanto a raqui (anestesia nas costas) que paralisará e tirará a sensibilidade da região logo acima do umbigo até as pernas; quanto a anestesia geral.

Entretanto, a anestesia não é uma regra, tanto que existem cirurgiões que realizam esse procedimento com anestesia local e sedação.

Assim como todo procedimento cirúrgico, a miniabdominoplastia não é isenta de complicações e riscos, apesar de serem baixos. Então, antes de se submeter ao procedimento, é importante conversar com o cirurgião para saber todas as possibilidades.

Fale conosco:

Telefone:

(12) 3923.9383
(12) 3923.7849
(12) 98117.1790

E-mail:

contato@modulacaoatletica.com.br

Endereço:

Rua das Arraias, 50 - Edificio Supremo Aquarius Office, loja 3, piso térreo - São José dos Campos -SP

2015 - Todos os direitos Reservados